Mostra de Filme de 1 Minuto

A Mostra de Filme de 1 Minuto foi criada em Socorro-SP por Marinilda Bertolete Boulay em 2015, que desde o inicio para essa realização teve ao seu lado Beatriz Minozzi.

A Mostra é realizada pelo ITC ao lado de seus parceiros tendo a empresa Totem como sua produtora.

Premiados, membros do juri e artistas, tendo no centro Marinilda Bertolete Boulay e Tiago Faria, Secretário da Cultura.

Sua primeira edição foi dedicada aos filmes de ficção e documentário em torno do tema “Mùsica”.

 

A segunda edição em 2016 teve como tema o “Meio Ambiente”.

 

Premiados, juri técnico, artistas, com Marinilda B. Boulay e Beatriz Minozzi.

A edição de 2017 girou em torno da cultura popular da cidade.

A partir da esquerda Gabriel Reis e Rose Khusala, membros do juri técnico, Beatriz Minozzi, Elton Benatti, do juri técnico, Marinilda Bertolete Boulay, Tiago de Faria, Secretário da cultura, e Augusto Belluzzo, juri técnico.


Uma novidade dessa Mostra foi a sua ocupação do Museu Municipal através da exibição  dos filmes premiados.
Nas sessões continuas e gratuitas que aconteceram puderam ser vistos até o sábado dia 16 de dezembro os filmes premiados nessa edição da Mostra na categoria ficção, que foram no 1° lugar: “O Canto das Almas”, que gira em torno de uma tradição popular católica cantada em geral na quaresma, mas também no dia de finados, e no ano-novo; no 2° lugar  “O dialeto socorrense”, filme que muito fez rir o público em torno do sotaque socorrensse, ambos de Magda D. F. de Moraes; o 3° lugar ficou com o filme “Viajando ao som do acordeon” de Silvano A. de Moraes, que ao som desse instrumento, que jà foi muito popular em Socorro, mostrou diversas manifestações populares da nossa cidade. Destacamos a participação no filme de seus filhos Mariana Ellen e Francisco.
Na categoria documentário teremos os dois filmes que empataram no 1° lugar, que foram “Seu Pedro” de Clayton Anderson de Souza, que nele acompanha o Sr. Pedro Cezar durante um dia de sua vida de mestre da nossa Congada; e o filme: “Pamonha: o doce sabor da cultura socorrense” de Mariana Ellen de Moraes. Esse último  nos mostra o processo de fabricação artesanal da pamonha desde o momento que o milho é colhido, ralado, e seu caldo colocado em saquinhos; atém o momento que ele é cozido no fogão de lenha, e por fim a deliciosa pamonha é consumida.
Sera exibido o 2° lugar: “Tulha – Centro Social” de Renato Mucciacito e equipe, que nos mostra a grande importância da tulha dentro das fazendas de café, através do testemunho da professora Elisabeth Pares.  E o 3° lugar: “Bar do Bocha” de Elsa Farias, cuja câmera curiosa entra nesse tradicional Bar da cidade e vai percorrendo todos os seus espaços indo do famoso lanche de pernil na entrada do Bar, passando pelo espaço dedicado ao jogo de cartas, para chegar até o jogo de bocha propriamente dito, que deu seu nome ao local.
Para visitas em grupos e escolas, pedimos que liguem no Museu para agendar uma sessão especial exclusiva!
A coordenação da Mostra é de Marinilda B Boulay e Bia Minozzi. Ela é realizada pelas associações ITC – Instituto Totem Cultural e ICA – Instituto Cultural e Arte com apoio da Prefeitura Municipal através da Secretaria da Cultural e do Comuc- Conselho Municipal de Cultura, Beluzzo Produções, Elton Benatti Produções, Rocambole TV. A produção é da Totem R. Produções Artísticas, e a comunicação visual de Julien Boulay.