Artistas Convidados na B de Bananal

Arte Julien Boulay para o ITC.

A B de Bananal é uma exposição individual da artista Marinilda Boulay na qual se tem um espaço especial para artistas convidados. Nessa seção temos o prazer de apresentar as obras desses artistas

A.D. Silva. Marília,SP. A colheita da banana, 2010. Acrílica sobre painel, 60×80 cm.
Alex Freire, Bonito, PE. Bananeira, 2020. Acrílica sobre Papel Vergê, 21x29x7 cm.
André Cunha, Recife-PE, reside em Paraty-RJ. Bananeira Casamenteira,2020.Pintura com canetas topic, 29×19 cm.
Ângela Rosa. Belo Horizonte,BH. Bananas e Bananas,2020. AST, 10×15 cm.
Bebeth, Niterói,RJ; Rio de Janeiro,RJ. Indio brasileiro, 2005. AST 40x30cm
Carminha, 

Tiros, MG, reside em Palmas, TO.

 Bananeira,2020. AST, 30 x 20 cm.
Celia Gondim, Recife, PE, reside em João Pessoa-PB. Escondida no Bananal, 2020. Desenho lápis de cor e hídrocor s/ papel canson 224 g/m2, 24×21 cm.
Cesar Lima, Cariacica, ES. Fazenda Bananal, 2020. AST 40x50cm.
Con Silva, Batatais, SP. Bananal do Vale do Ribeira, 2020. Técn. AST, 28X20cm.
Cora Azêdo, Rio de Janeiro, RJ. Beija-flor e as bananeiras, 2020. Caneta stabilo s/ papel canson- spray imper., 21 x 29,7 cm.
Dani Vitório, São Paulo,SP. Bananal. Aquarela s/ papel 29×21 cm
Doni 7, São Paulo, SP. Bananal 2020. AST, 1,03×0,60 cm.
Dulce Martins, Santos,SP. Bananal, 2020. AST, 30 x 20 cm.
Elieth Gripp, Caparo, MG; reside em Cuiabá, MT. Làpis de cor e giz pastel sobre papel canson, 29, 7 x 21 cm.
Dulce Martins, Santos,SP. Bananal, 2020. AST, 30 x 20 cm.
Edna Alves, Itapetinga, BA; reside em Itapecerica da Serra-SP. Bananal, 2020. AST, 30 x 20cm.
Elieth Gripp, Caparo, MG; reside em Cuiabá, MT. Làpis de cor e giz pastel sobre papel canson, 29, 7 x 21 cm.
Elsa Farias, Diadema, SP; reside em Socorro,SP. Doçuras, 2020, Lápis de cor sobre papel. 30 x 40 cm.
Gerson Lima, Salvador, BA. Flor da bananeira, 2020. AST, flor em relevo (Acrilex, para papel Machê). 30×40 cm.
Gildo Xavier, João Pessoa,PB. A colheita, 2020. AST 40x50cm
Helena Rodrigues,Rio de Janeiro, RJ. Bananeiras, 2020. AST, 40×30 cm.
Helena Vasconcellos,Uberaba,MG; reside em Goiânia, GO. Bananal, 2020. AST, 40x30cm.
Ivanilson Alves, Natal, RN. Cesta com bananas, 2020. AST, 11×20 cm
Ivone Mendes, Olinda.PE. Bananal, 2020. AST, 30×30.
Joilson Pontes, Guarabira,PB, reside em Belo Horizonte, MG. João das bananas, 2020. A/S/papel cartão duplex, 27x22cm.
Jonas Silva, Guarabira-PB, reside no Rio de Janeiro- RJ. Meus cachos de bananas, 2020 AST, 30 x 22
Lidia Leite, Olinda-PE. Um galho de bananeira, 2020. AST, 15x20cm.
Luciana Mariano. Onça, 2020. AST, 50x70cm
Luiz Roberto Lopreto. Ariranha – SP reside em São Paulo – SP. Bananal Aquarela sobre Fabriano. 21×29,7 cm.
Luiz Valdo, Socorro-SP. Escultura técnica mista. 110x50cm.
Luka Fagundes. Socorro-SP. Folha de banana, 2020. Mosaico, com peças modeladas e esmaltadas em forno elétrico, 40x40cm
Lu Maia, Tarauacà, AC. Bananeiras-PB, 2019, AST, 12×9 cm.
Lu Morgado, Os plantadores de bananeiras, 2020. Igaratá, SP. Mista s/papel 190gr, 30x24cm.
Marcos Melhado, São Paulo, SP. Bananal, 2020, AST, 16 X 22 cm.
Maria Carlini, São Paulo-SP, reside em Praia do Forte, BA. Bananeiras, 2020. AST, 24x18cm
Nalme Alves, Férias na ilha, 2020. Acrílico sobre papel, canson, 29,7 x 21,0 cm
Naya, Banaink, 2020, Currais Novos, RN. Arte digital.
Nilson, Currais Novos, RN, mora em Acari, RN. A Bananeira, 2020. AST, 43x33cm.
Olinda Evangelista, Coralina, 2020, bordado, 17 x 19 cm.
Parisina, Bananeira, 2020, Diamantina, MG. desenho sobre papel com lápis de cor e detalhes em canetinha, 20 x 30 cm
Patricia Helney, Sem titulo, 1990, Campo Grande, MS. AST, 160 x 70 cm
Patricia Helney, Nego velho no meio do bananal, 1994, Campo Grande, MS. OST, 60 x 50 cm.
Patricia Helney, Nego velho no meio do bananal, 1994, Campo Grande, MS. OST, 60 x 50 cm.
Rimaro, Colheita da banana, 2009, AST, 90 x 70 cm
Rodrigo Silva, Os pés de bananeiras, 2020, AST, 21×31 cm.
Romário Batista, Itamarajù,BA; reside em Vila Velha,ES. O bicho e a folha de bananeira, 2020. Técnica mista, 56X10X1cm
Rosa Mc, Natal, RN. Frutas,folhas e formas, 2020, Lápis aquarelável, pontilhismo/papel/tela, 21 x 29 cm.
Rosângela Politano, Socorro,SP. O Vendedor de Bananas,2020. AST, 40 x 30 cm
Rosângela Politano, Socorro, SP.Dito Popular, 2020.AST, 35 x 27 cm.
Roseli Fontaniello, Andradas,MG; reside em Poços de Caldas,MG. Tempo de paz, 2018, AST, 100 x80 x 0,05 cm.
Samuel Vasconcellos, São Paulo,SP. O galo guloso no bananal, 2020. Arte digital.
Sandra Scavassa. Amparo-SP, reside em Tuiuti-SP. Boizinho de umbigo de banana, 2020. OST, 30 x 20 cm.
Shila Joaquim, Bananeira que jà deu cacho! AST, 40x30cm
Sid Cirilo, Banana 1, 2020. Mogi das Cruzes-SP. Arte digital.
Sid Cirilo, Bananas 2, 2020, Mogi das Cruzes-SP. Arte digital.
Sofia Furlan (artista infantl), As Bananeiras, 2020. Técnica mista sobre madeira, 110 x 40 cm.
Stephanus, Arca de Noé. Piracicaba,SP. Técnica Mista, 97,5 x 98 cm.
Vagner Elias, Bananal, 2020, Bragança, mora em Tuiuti. Fotografia digital.
Vânia Cardoso, Na folha da bananeira, 2020. Socorro, SP. Bordado, 110 x 40 cm.
Willi de Carvalho, Queremos bananas, 2020.

A exposição apresenta obras de 60 artistas convidados, a maioria de estética naïf, de vários cantos do Brasil e também da Europa, impressas sobre cetim e exibidas numa instalação circular concebida por Marinilda. Algumas obras originais dos artistas convidados também se encontram presencialmente na exposição, dando o contraponto com sua reprodução na instalação.

Artistas convidados

AD Silva, Alex Freire, André Cunha, Ângela Rosa, Bebeth, Bruno Boulay, Carminha, Célia Gondim, César Lima, Clara de Ro,Con Silva, Cora Azêdo, Dani Vitório, Doni7, Dulce Martins, Edna Alves, Elieth Gripp, Elsa Farias, Gerson Lima, Gildo Xavier, Helena Rodrigues, Helena Vasconcellos, Ivanilson Alves, Ivone Mendes, J. Borges, Joilson Pontes, Jonas Silva, Lídia Leite, Luciana Mariano, Luiz Roberto Lopreto, Luiz Valdo, Luka Fagundes, Lu Maia, Lu Morgado, Marcos Melhado, Maria Carlini, Nalme Alves, Naya, Nilson Olinda Evangelista, Parisina, Patrícia Helney, Regina Puccinelli, Rimaro, Rodrigo Silva, Romário Batista, Rosa Mc, Rosângela Politano, Roseli Fontaniello, Samuel Vasconcellos, Sandra Scacassa, Shila Joaquim, Sid Cirilo, Sofia Furlan (artista infantil), Stephanus, Vagner Elias, Vânia Cardoso, Willi de Carvalho, Xavier Roy, e Zé.

Artistas internacionais convidados

Bruno Boulay, Le Mans, França, reside em Socorro-SP. Estudo para a B de Bananal com a artista, 2020. fotografia digital. Para Bruno Boulay, as pandemias estão diretamente ligadas com o aquecimento do planeta. “Há emissões de gás carbônico pelas queimadas das florestas, mudanças na nossa biodiversidade, com os animais perdendo seus habitats naturais e indo em direção às cidades, e pelas indústrias e nossos meios de transporte, nossos hábitos alimentares. Este ano é o mais crucial ponto de inflexão da história da humanidade e a exposição foi criada buscando ajudar a trazer mudanças nas atitudes das pessoas e na sua relação com a natureza”.
Bruno Boulay, Le Mans, França, reside em Socorro-SP. Bananal, 2020 Fotos analógicas impressas sobre papel, fixadas sobre suporte em madeira, pintados com tinta acrílica.
Bruno Boulay, Le Mans, França, reside em Socorro-SP. Bananal, 2020 Fotos analógicas impressas sobre papel, fixadas sobre suporte em madeira, pintados com tinta acrílica.
Bruno Boulay, Le Mans, França, reside em Socorro-SP. A flor da bananeira, 2020. Foto digital.
Bruno Boulay, Le Mans, França, reside em Socorro-SP. O nascimento das bananas, 2020. Foto digital.
Clara de Ro, Bruchelas, Bélgica. Bananas avec les lumières de la ville à Paris, 2020. Fotografia digital.
Xavier Roy, Montrozier, França. Em Montrozier não temos café, mas temos bananeiras, 2020. Foto digital.