A exposição "Benzedeiras, tradição milenar de cura pela fé", está no Museu Municipal de Socorro-SP até dia 14 de novembro. Ele é aberto de 3af a sábado das 9h às 17h. Para conhecer as obras e os artistas participando clique na imagem no final dessa página.

Clique abaixo para fazer uma rápida visita à exposição no Museu Municipal.

Marinilda Boulay, Socorro,SP. Os ramos de arruda, 2020. Escultura em cerâmica.
André Romitelli, São Paulo,SP. O ramo, 2018. Grafite sobre papel, 29x21 cm.
Fotos impressas em cetim de Cucar Jorge e Bruno Boulay. Pinturas: N. S. do Rosário de Alex Freire e N. S Aparecida de Marinilda Boulay. Plantas: espada de São Jorge e lanças de Santa Bárbara.
Dona Clementina, benzedeira, visita a exposição na sua abertura no 13.10.2020.

Com a pandemia do covid 19 decidimos imprimir em cetim as obras  que teriam que nos ser enviadas por correio para evitar que os artistas se expusessem, sabendo-se que a maior parte dos nossos correios entrou em greve, ou trabalhou em tempo parcial. Assim criamos esses painéis coletivos. Essas obras também serão apresentadas individualmente nesse site com o relato da experiência de cada artista com o benzimento.

5 obras de Cecília Menezes e Ruiy Moura (a obra a esquerda na linha de baixo)
Acima: Tânia de Maia Pedrosa, Maceió, AL. São Benedito e o Divino, protegei nossas crianças, 2018. OST, 60x50 cm. Abaixo: Helena Rodrigues, Rio de Janeiro, RJ. Para Dona Terezinha: Fé contra a pandemia 2020. AST, 22x16 cm.
Marinilda Boulay, Socorro,SP. Para minha Avó Clarinda, benzedeira de crianças, 2020. Técnica mista, aquarela, acrilica, caneta pentel, 29x21 cm.
Da dirireita para a esquerda: Tânia de Maia Pedrosa; Helena Rodrigues, Painel de bordados de Marinilda Boulay, Divino de Sandra Couto e Ramo de André Romitelli. Tânia de Maia Pedrosa, Maceió, AL. São Benedito e o Divino, protegei nossas crianças, 2018. OST, 60x50 cm. Helena Rodrigues, Rio de Janeiro, RJ. Para Dona Therezinha a benzedeira, 2020. AST, 22x16cm. Marinilda Boulay, Socorro,SP. Painel de bordados, aquarela, e desenhos de D. Ditinha (Benzedeira). 220x180 cm. Sandra Couto, Socorro, SP. Divino Espírito Santo, 2018. OST, 30 x 40 cm. André Romitelli, São Paulo,SP. O ramo, 2018.
Visita à exposição de D. Clementina (benzedeira) no 13/10/2020
Painel Coletivo Bênçãos Bordadas (Bordadeiras e Bordador das Vivências Bordar Projetos e Reciclar Conceitos, do Programa UniversIDADE Unicamp; montado sobre esteira realizada com bananeira: * Lâmina 1 (na horizontal: 1a. Linha: - Beatriz Franco de Oliveira Serra (Péu) - Célia Caliento Barone (Célia) - Cristina Maria Jundurian (Cris) 2a. Linha: - Heloisa Maria Capossoli Barros (Helô) - Jennie Rodrigues (Jennie) - Beto Furlan ----------------------------------------------- * A diretia do painel temos um bordado com sua apresentação realizado por: - Beto Furlan - Vânia Furlan Abaixo dessa apresentação temos 3 obras da esquerda para a direita: Cora Azêdo, Rosemara Bozer (bordado) e Elsa Farias.
Painel Coletivo Bênçãos Bordadas - Bordadeiras e Bordador das Vivências Bordar Projetos e Reciclar Conceitos, do Programa UniversIDADE Unicamp; montado sobre esteira realizada com bananeira: * Lâmina 2 (na horizontal: 1a. Linha: - Ray Couto (Ray) - Rosemeire Aparecida Corat (Rosemeire Corat) - Vânia Furlan 2a. Linha: - Zelia Marília Barbosa Lima (Zelia Lima) - Iná Furlan e Júlia Toledo (Mãe e Filha) - Rosimeire Bortoletto Brandão (Rosi) - Zelia Marília Barbosa Lima (Zelia Lima) --------------------------------------------------------------- O painel menor é referente à obra: Amor, em reza de mãe e bênção de avó - Vânia Furlan Beto Furlan Abaixo desse painel temos uma obra da artista Rimaro.
Olinda Evangelista, Florianópolis, SC, Santa Luzia passou por aqui. 2020. Bordado, 17x19cm.
Rita Isabel Vaz, Curitiba, PR. Acolhimento, 2020. Bordado sobre linho, 28x28cm.
Neo Brasil, São Paulo, SP. A Bênção Madrinha, 2020. A s/papel
Neo Brasil, São Paulo, SP. A Bênção Madrinha, 2020. Bordado com costura.
Kelly G. Cardoso, Socorro,SP. Fé, amor, respeito, confiança, 2020. AST, 30x40 cm.
Da direita para a esquerda: Vânia Cardoso, Valter Polettini (no alto) e Parísina.
Sid Cirillo, Presidente Prudente, SP, Monte Alegre do Sul, SP. Iemanjá, 2020. Técnica mista, colagem, 33 x 33cm.
Alice Masiero, Morungaba, SP. Mãe d'água, rainha do mar, 2019. OST, 50x40 cm.

As obras que participam da exposição “Benzedeiras, tradição milenar de cura pela fé” estão sendo postadas nesse site pouco a pouco, enquanto isso se puder visite a exposição presencial no Museu Municipal de Socorro-SP de 3af a sábado das 9h às 17h. Assista ao curta-metragem nesse site:  https://totemcultural.org.br/expo/benzedeiras/ 

Clique na imagem abaixo para conhecer os artistas que participam do projeto e suas obras expostas.